Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Escultura impressa em 3D com cinzas do Museu Nacional compõe exposição sobre Charles Darwin

Publicado: Segunda, 02 de Setembro de 2019, 17h46
imagem sem descrição.

Celebrando 210 anos do nascimento do naturalista inglês Charles Darwin e 160 anos da publicação de “A Origem das Espécies”, livro que revolucionou a ciência e marca o início da biologia moderna, o Museu do Meio Ambiente, no Jardim Botânico do Rio, inaugurou a exposição Darwin Origens & Evolução.

Entre as peças expostas, está uma réplica com 20 centímetros de altura da estátua de Darwin, que fazia parte do acervo do Museu Nacional e foi destruída pelo incêndio no ano passado. A escultura foi escaneada antes da tragédia e impressa com as cinzas do Museu pelo designer Jorge Lopes, no Laboratório de Modelos Tridimensionais (Lamot/DIDIN), do Instituto Nacional de Tecnologia (INT).

A exposição Darwin Origens & Evolução apresenta a trajetória da ciência antes, durante e depois das descobertas de Charles Darwin, reunindo elementos de suas pesquisas e viagens, incluindo sua passagem pelo Brasil. Acervos de diversas instituições, obras de arte contemporânea, instalações criativas e um ambiente interativo formam a exposição que fica em cartaz até o 30 de outubro.


SERVIÇO
:

Exposição Darwin Origens & Evolução

De 30 de agosto a 30 de outubro

De terça a domingo das 10 às 18 horas (entrada até as 17 horas)

Museu do Meio Ambiente – Rua Jardim Botânico, 1008

Entrada gratuita no Museu (para visita ao Jardim Botânico, há cobrança de ingresso)

Acessibilidade: O Museu conta com elevador para o acesso de cadeirantes e
pessoas com mobilidade reduzida. Mediação em libras de terça a sábado.

Fim do conteúdo da página