Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Workshop marca cooperação Brasil-França na área de catálise

Publicado: Sexta, 14 de Junho de 2019, 12h43

2019 06 14 Workshop Capes Cofecub foto Amanda Oliveira WEB1

Nesta sexta-feira (14/06), o Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCTIC) sedia o 2º Workshop Internacional do Programa Capes-Cofecub, relacionado ao projeto Produção de combustíveis e produtos químicos a partir de biomassa, realizado pelo Brasil em conjunto com a França.

O evento se insere no âmbito da cooperação entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Comitê Francês de Avaliação da Cooperação Universitária com o Brasil (Cofecub) e traz resultados importantes para o programa, como tecnologias inovadoras para produção de combustíveis e produtos de química verde de alto valor agregado, obtidas por meio de diferentes técnicas de conversão da biomassa: reforma do biogás, hidrodesoxigenação do bio-óleo, despolimerização da biomassa e a transformação de moléculas plataforma. Em outro viés importante, a parceria tem contribuído para a capacitação de estudantes de doutorado e pós doutorado na área de Catálise.

Pelo lado brasileiro, o projeto é liderado pelo INT, com participação do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe/UFRJ), do Instituto Militar de Engenharia (IME) e da Universidade Federal Fluminense (UFF). A contribuição francesa vem por meio das Universidades de Lille e de Poitiers.

A organização do workshop é do pesquisador Fábio Bellot Noronha, da área de Catálise e Processos Químicos do INT.

Entre os palestrantes, estão os professores Sebastien Paul e Robert Wojcieszak, da Universidade de Lille; o coordenador do Núcleo de Catálise da COPPE/UFRJ, Fabio Toniolo; o professor Luiz Eduardo Pizarro, do IME; e os pesquisadores do programa Capes-Cofecub Priscilla Magalhães de Souza e Andre Luiz Alvarenga Marinho.

As atividades do projeto CAPES/COFECUB Produção de combustíveis e produtos químicos a partir de biomassa iniciaram-se em 2018 e prosseguem até dezembro de 2021.

Fim do conteúdo da página