Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Relatório mostra que INT aumentou a captação de projetos em meio à crise

Publicado: Quinta, 21 de Fevereiro de 2019, 10h25

Em meio à instabilidade político-econômica que afetou o desempenho produtivo do país em 2018, o Instituto Nacional de Tecnologia (INT) obteve bons resultados em suas áreas de atuação, captando 98 novos projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e de serviços, com valor financeiro total de R$ 36,9 milhões. Esses resultados estão descritos no Relatório da Gestão Estratégica de Portfólio: O INT, a inovação tecnológica e o setor produtivo. Lançado no último dia 11 de fevereiro de 2019 pela Divisão de Estratégias do INT, com organização do analista de C&T Tulio Chiarini e do bolsista Ivan Prata, o documento traz detalhamentos desses números e análises estratégicas que levam em conta os cenários onde estão inseridos.

Representando apenas 23,5% dos novos projetos, a área de P&D responde por 96,4% dos valores pactuados, o que equivale a R$ 35,6 milhões. Dentre os tipos de cliente desses projetos de P&D, as empresas respondem por 65,2% dos projetos e por 97,6% dos recursos financeiros. Somente o Grupo Petrobras comprometeu R$ 32,5 milhões em contratos com o INT para realização de projetos de pesquisa e desenvolvimento.

O trabalho da Unidade Embrapii INT na área de tecnologia química industrial é outro destaque do Instituto. Por meio do Programa da Organização Social Embrapii, envolvendo a participação dos ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Educação (MEC) e Saúde (MS), o INT pactuou 58,4% dos valores financeiros captados em 2018.

Baixe aqui o documento:

                                                Relatório de Gestão de Portfólio do INT 2018

Fim do conteúdo da página