Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Nota de esclarecimento indica esforços do INT para atender exigências do Corpo de Bombeiros

Publicado: Sexta, 15 de Fevereiro de 2019, 15h18

Nos últimos anos, o Instituto Nacional de Tecnologia (INT) tem tomado medidas contínuas para reforçar a segurança de suas atividades e atender às exigências do Corpo de Bombeiros. Nesta sexta-feira (14/02), uma matéria publicada no jornal O Globo, evidenciou o fato do INT funcionar sem certificado da coorporação e apontou para os possíveis riscos implicados. Procurados pela repórter Giselle Ouchana na véspera, já na tarde do dia 13/02, o INT e o Ministério da Ciência, Tecnologias Inovações e Comunicações (MCTIC), da qual o Instituto faz parte, providenciaram uma rápida resposta a denúncia. Subsidiado com o relatório detalhado das ações empreendidas pelo INT, a Assessoria de Comunicação Social do MCTIC encaminhou à jornalista uma nota de esclarecimento, que foi em parte reproduzida na própria matéria, e que compartilhamos aqui em sua íntegra:

> NOTA DO MCTIC ENCAMINHADA AO JORNAL O GLOBO


O Instituto Nacional de Tecnologia (INT) informa que tem adotado as medidas necessárias para atender às exigências do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro com vistas à implementação de um projeto de segurança contra incêndio nas suas instalações.

Entre as medidas está a contratação de uma empresa de equipamentos contra incêndio, que elaborou um projeto de segurança analisado pelo Corpo de Bombeiros em maio de 2018. Atualmente, a empresa trabalha para adequar o projeto às normas de segurança apresentadas pelo Corpo de Bombeiros.

Outras medidas já adotadas pelo INT para atender às exigências do Corpo de Bombeiros são: recarga de todos os extintores de incêndio; adequação da sinalização de emergência; instalação de fita antiderrapante nas escadas e de lâmpadas de emergência; e descarte correto de produtos químicos.

Também estão em andamento processos de licitação para a aquisição de armários antiexplosão e a contratação de bombeiro profissional civil.

O INT ressalta que segue rigorosamente todas as medidas de segurança expressas nas Normas de Qualidade em seus laboratórios e que realiza treinamento periódico de seus técnicos e pesquisadores.

Por solicitação do MCTIC a todas as suas unidades, o INT também prepara um relatório sobre o estado geral das suas edificações.

O INT funciona desde 1934 em um edifício na Praça Mauá, no Rio de Janeiro, tendo expandido sua área construída, com um novo prédio, em 1976.

Por orientação do MCTIC, todas as medidas em andamento para garantir a segurança dos funcionários e pesquisadores do INT serão agilizadas.

Núcleo Imprensa
Assessoria de Comunicação Social

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações

Fim do conteúdo da página