Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página
Notícias

INT tem tecnologista contemplado com nível de Pesquisador 1A do CNPq

Publicado: Quarta, 16 de Janeiro de 2019, 13h17

Fábio Bellot no Laboratório de Catálise (foto: Tais 5alazar/Arquivo INT)
O tecnologista Fábio Bellot Noronha, da Divisão de Catálise e Processos Químicos (DICAP) do Instituto Nacional de Tecnologia (INT), teve renovada sua bolsa de Produtividade em Pesquisa, conquistando desta vez o nível de Pesquisador 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Salvo o diretor do INT, Fernando Rizzo, que já assumiu o cargo com esse nível por suas pesquisas no Departamento de Engenharias de Materiais da PUC-Rio, este é o primeiro pesquisador do Instituto a conquistar tal nivelamento.

A avaliação dos pesquisadores pelos comitês de assessoramento do CNPq leva em conta a relevância e originalidade da produção científica, a capacidade de formação contínua de recursos humanos e qualidades como a liderança em sua área de pesquisa no Brasil, sua inserção internacional e a capacidade de explorar novas fronteiras científicas. O mérito é reconhecido por três ou quatro anos a depender do nível do pesquisador, após os quais ele é reavaliado precisando manter seus níveis de produtividade.

Engenheiro químico, Fábio Bellot realiza pesquisas com a conversão de gás natural e de hidrocarbonetos em gás de síntese e combustíveis; produção de hidrogênio a partir de biomassa através da reforma de etanol e de compostos oxigenados representativos do bio-óleo, e do processo de gaseificação; produção de combustíveis líquidos a partir da pirólise de biomassa; conversão de CO2 em combustíveis líquidos e em insumos para a indústria química e petroquímica; intensificação de processos usando reatores de membranas e reatores estruturados do tipo monólitos e de placas.

Tecnologista do INT desde 1996, Bellot possui graduação (1984), mestrado (1989) e doutorado (1994) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, realizando este último com estágio sanduíche no Institute des Recherches sur la Catalyse, de Lyon/França. Realizou também estágio de pós-doutorado na Oklahoma University, nos EUA (1999-2000).

Atualmente, também é membro do corpo editorial das revistas Catalysis Letters, Topics in Catalysis e Applied Catalysis B, sendo avaliador de diversas revistas internacionais (Journal of Catalysis; Applied Catalysis A: general; Applied Catalysis B: Environmental; Catalysis Today; Catalysis Letters; Catalysis Communication; Topics in Catalysis). Também é membro do Natural Gas Conversion Board e o representante brasileiro na International Association of Catalysis Society (IACS). Atualmente, possui publicados 159 artigos em revistas, apresentando um fator H = 40, com 5312 citações na base Scopus.

O INT atualmente possui outros bolsistas de Produtividade em Pesquisa (PQ) e em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (DT) pelo CNPq. Na categoria PQ 2, recebem bolsas de produtividade os pesquisadores Marco Fraga (COTAP), Lucia Appel (DICAP) e Viridiana Ferreira-Leitão (DICAP). Pela categoria DT 2, estão qualificados Márcia Gomes Oliveira (CODTE), Alexandre Gaspar (DICAP), Fabio Dantas (DIPCM), Carla Patrícia Guimarães (DIDIN) e Júlio Cezar da Silva (DIDIN).

Fim do conteúdo da página