Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Abertas inscrições para grande encontro da Química Verde
Início do conteúdo da página
Notícias

Abertas inscrições para grande encontro da Química Verde

Publicado: Quinta, 16 de Fevereiro de 2017, 16h14

Já estão abertas as inscrições para o VII Encontro da Escola Brasileira de Química Verde (VII EEBQV), que acontecerá nos dias 9 e 10 de outubro de 2017, no Instituto Nacional de Tecnologia (INT). Com foco na obtenção de produtos químicos a partir de matérias primas renováveis, o evento reunirá convidados de renome internacional ligados à inovação neste tema. Para se inscrever e obter mais informações acesse o site www.eebqv2017.wordpress.com.

QV Laboratorio LACATw

Dedicada a promover no Brasil a Química Verde nas suas diversas dimensões, a Escola Brasileira de Química Verde (EBQV) realiza encontros anuais desde 2011 voltados à troca de informações entre pesquisadores atuantes no tema e à difusão de novas soluções para a Indústria Química. Envolvido desde sua criação com processos de utilização de matéria-prima renovável e participante constante nessas discussões, o Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCTIC) sediará esta sétima edição do VII EEBQV.

Entre os palestrantes já confirmados, estão pesquisadores brasileiros e estrangeiros com trabalhos importantes na área e executivos de algumas das indústrias brasileiras que mais investem no tema.

Confira alguns dos conferencistas de destaque do VII EEBQV:

eebqv nadine essayem

Nadine Essayem – pesquisadora do Instituto de Pesquisas sobre Catálise e Meio Ambiente de Lyon (Ircelyon-CNRS), lidera o grupo de pesquisa Química Sustentável: dos fundamentos às aplicações (CDFA). Engenheira química, é PhD pela Universidade de Poitiers e mestre em Química Industrial Orgânica e Engenharia Química. Atua nos temas de pesquisa: catálise heterogênea de base ácida (síntese e caracterização de catalisadores), conversão de carboidratos e substratos renováveis ​​em condições hidrotermais, liquefação seletiva de biomassa lignocelulósica e catálise heterogênea em fluidos supercríticos.

Nadine Essayem possui 95 publicações e 20 patentes depositadas, integrando o conselho editorial do periódico Applied Catalysis A: General. Preside o comitê organizador do 4º Congresso Internacional de Catálise e Biorefinarias, que acontece em dezembro, em Lyon.

No EEBQV, apresentará a palestra "Conversão de Biomassa Lignocelulósica catalisada por ácido sólido em solventes orgânicos de água ou suspenção concentrada: compreensão e superação de limitações".

eebqv Franck DumeignilFranck Dumeignil – diretor da Unidade de Catálise e Química do Estado Sólido da Universidade de Lille, na França, que conta com 250 pessoas. Coordenou entre 2010 e 2014, o EuroBioRef, bem sucedido projeto multidisciplinar de promoção de biorefinarias à escala industrial, que reuniu 29 parceiros de 15 países, com orçamento total de 38 milhões de euros.

Depois de obter seu doutorado em 1998, em Lille 1, passou seis anos e meio no Japão, atuando no NIMC (Instituto Nacional de Pesquisa de Materiais e Química) e, em seguida, como professor associado da Universidade de Agricultura e Tecnologia de Tóquio. Em 2011, já como professor titular de Lille 1, foi premiado com o projeto ANR Equipex Realcat ("Plataforma avançada de tecnologias de alto rendimento para design de catalisadores de biorefinerias"). Ele coordena também a área de Catálise e Biocatálise do programa Genesys, voltado para desenvolvimento de biorrefinaria de lipídios, no âmbito do Programa ANR Pivert (Picardy Inovações, Ensino e Pesquisa Tecnológica) que até 2020 mobilizará 247 milhões de euros.

O professor Dumeignil também é coautor de mais de 120 artigos científicos, mais de 30 patentes e extensões, além de mais de 400 apresentações em conferências nacionais e internacionais.

eebqv Joachim VenusJoachim Venus – pesquisador na área de Biotecnologia Industrial, coordena o programa "Material e uso energético da biomassa" e é chefe do grupo de pesquisa de bioprodutos, no Instituto Leibniz de Engenharia Agrícola e Bioeconomia (ATB), em Potsdam, na Alemanha. PhD em bioengenharia pela Universidade Técnica de Dresden, com formação em biotecnologia pela Universidade Anhalt de Ciências Aplicadas, atua com ênfase no desenvolvimento de processos contínuos para a produção de produtos químicos básicos a partir de diferentes tipos de biomassa.

Na Sociedade de Engenharia Química e Biotecnologia da Alemanha (Dechema), Joachim Venus dirige o Conselho Consultivo Nacional "Biotecnologia de Recursos Renováveis". Também representa a Alemanha no Comitê de Gestão da COST Action TD 1203 (Valorização de resíduos alimentares para produtos químicos sustentáveis, materiais e combustíveis). É professor nas universidades Potsdam, TU Dresden, Brandenburg Cottbus-Senftenberg (BTU), Leibniz Hannover (ULH), Zittau/Görlitz, Lausitz/Senftenberg e Hochschule Furtwangen (HFU).

Ele apresentará palestra sobre “Fermentação e purificação de ácido lático usando processos de membrana”.

John BiggsJohn Biggs – diretor de Pesquisa e Desenvolvimento para a América Latina na Dow Chemical, uma das maiores companhias do ramo químico do mundo, falará sobre a “Estratégia de inovação da DOW em Química Verde”.

Nascido na Inglaterra, formado em química e ciências dos polímeros pela London South Bank University (LSBU), Biggs atua na Dow há 32 anos, já tendo atuado nos cargos de gerente de Serviços Técnicos e Desenvolvimento em Plásticos da Down Europe, na Suíça e na Espanha; diretor de Pesquisa e Desenvolvimento de Plásticos, na Down Argentina; e diretor de Serviços Técnicos e Desenvolvimento de Polietileno, em Los Angeles. No Brasil, passou a coordenar as atividades de P&D na América Latina, com foco em biomassas ​​como a de cana-de-açúcar.

Com uma usina de produção de etanol instalada em Santa Vitória (MG), em 2015, a empresa prevê uso da matéria prima para produção de polietieno de baixa densidade, usado na fabricação de embalagens flexíveis, filmes industriais e artigos plásticos, além de outros novos produtos.

 

Roberto Werneck - BraskemRoberto Werneck – gerente de Tecnologia da Braskem – maior empresa Petroquimica do Brasil com forte atuação no exterior –, coordena o desenvolvimento de pesquisas para novos processos químicos a partir de matérias-primas renováveis e é responsável pelo suporte tecnológico à planta de eteno verde e ao polietileno verde I'm Green (TM). Possui experiência em desenvolvimento de tecnologias, projeto e comissionamento de unidades industriais e em automação e controle de processos.

Engenheiro químico graduado pela Universidade Federal do Paraná, é mestre em Engenharia Química pela Coppe-UFRJ. Também atua desde 1993 como professor de Engenharia Química da PUC-Rio, lecionando Controle de Processos e Métodos Numéricos para Engenharia Química.

No EEBQV, apresentará a palestra “Produtos químicos renováveis sob a visão da Química Verde”.

 

Flavio Figliolino - SuzanoFabio Carucci Figliolino – gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação na Suzano Papel e Celulose, falará sobre as estratégias de inovação aberta adotadas pela empresa empresa. Líder no mercado de papel na América do Sul e segunda produtora de celulose e eucalipto do mundo, a Suzano iniciou em 2015 o desenvolvimento de uma planta-piloto para produção de produtos a base de lignina.

Engenheiro químico graduado pela Universidade de Mogi das Cruzes, ele atua desde 1984 na Suzano Papel e Celulose, onde iniciou a carreira como engenheiro de processos e logo assumiu a liderança de equipes desenvolvimento de novos produtos. Possui especialização em Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica, pela Unicamp, e MBA em Gestão de Negócios, pela Fundação Getúlio Vargas.

 

Nadia Skorupa Parachin - Integra BioprocessosNádia Skorupa Parachin – sócia cofundadora da Integra Bioprocessos e Análises, falará sobre os desafios para estabelecer e consolidar startups biotecnológicas no Brasil. Com duas patentes de microrganismos, a Integra produz L-ácido lático para produção do polímero PLA. A empresa conta hoje com pesquisadores nas áreas de Tecnologia da Fermentação, Engenharia Metabólica, Bioquímica, Biologia Molecular e Química Analítica.

Doutora em Engenharia Química pela Universidade de Lund (Suécia), Nádia Parachin é graduada em ciências biológicas e realizou mestrado em biologia molecular pela Universidade de Brasília, onde atualmente e professora adjunta. Também é professora colaboradora da Universidade Católica de Brasília (UCB).

 

eebqv Julie dumont

Julie Dumont – adida da agência de cooperação científica Wallonie-Bruxelles International (WBI), da Bélgica, apresentará a palestra “Parcerias público-privadas na Bélgica: o caso do cluster de tecnologias verdes GreenWin e oportunidades de parcerias Bélgica-Brasil”.

Formada em Direito pela Universidade Livre de Bruxelas (ULB), tornou-se consultora jurídica no escritório de transferência de tecnologia e propriedade intelectual dessa universidade por 12 anos. Em 2000, transferiu-se para São Paulo, iniciando a articulação de parcerias no Brasil para o cluster, que agrega empresas, centros de pesquisa e universidades da região de Valônia, na Bélgica.

 

Carlos René Klotz Rabello – consultor sênior do Cenpes/Petrobras, falará sobre as novas estratégias da Petrobras em relação aos renováveis.

Doutor em Engenharia Química pela Coppe/UFRJ, também realizou sua graduação e mestrado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atua nos temas modelagem matemática de processos químicos, hidrogenação seletiva, saturação de aromáticos, esterificação de olefinas, adsorção de heteroátomos de correntes de petróleo e petroquímica, hidrogenólise de glicerina e açúcares, isomerização de parafinas, desidratação de álcoois, reforma catalítica de nafta leve para geração de compostos aromáticos e gasolina, pirólise a vapor de corrente de hidrocarbonetos, desidrogenação de etilbenzeno a estireno, alquilação de aromáticos, reforma a vapor de corrente de hidrocarnonetos para geração de gás de síntese, síntese de amônia.

José Marcos - Fábrica Carioca de CatalisadoresJosé Marcos Ferreira – gerente de desenvolvimento de produtos na Fábrica Carioca de Catalisadores S.A. (FCC), empresa que se volta agora, também, para atividades de apoio a inovação na área de catalise e química verde. Anteriormente, atuou na Petrobras gerenciando projetos no empreendimento no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), no Cenpes e na Braskem.

Engenheiro químico, Ferreira possui mestrado em Cinética pela Coppe/UFRJ e MBA executivo pela Coppead/UFRJ e MBA em Gestão Tecnológica Indústrias do Complexo Químico pelo INT.

No EEBQV, falará sobre estratégias de inovação em Química Verde.

 

Silvio Vaz - Embrapa AgroenergiaSilvio Vaz Junior – pesquisador (nível A) da Embrapa Agroenergia, falará sobre “isos da biomassa na Química Verde”. Liderando o grupo de pesquisa Embrapa/CNPq em química renovável, atuando nos seguintes temas química analítica e ambiental; bioenergia; química renovável; química verde; e biorrefinarias, já tendo dirigido anteriormente duas empresas de análises e consultoria química.

Doutor em Química pela Universidades de Coimbra (Portugal) e em Química Analítica pela Universidade de São Paulo (USP), graduou-se em Química pela Universidade Federal de Uberlândia e fez o mestrado em Físico-Química pela USP.

É autor, coautor e editor de artigos, livros e capítulos publicados no Brasil e exterior. É membro das principais associações nacionais e mundiais relacionadas às Ciências Químicas. É o "vice-chairman" do ACS Brazil Chapter da American Chemical Society.

Marco Fraga - INTMarco André Fraga – coordenador de Tecnologias Aplicadas no Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCTIC), onde chefiou a Divisão de Catálise e Processos Químicos (2008-2017) e o Laboratório de Catálise (2002-2008), falará sobre as tecnologias desenvolvidas no INT na área de Química Verde. É professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Química do Instituto Militar de Engenharia (IME/RJ) e atuou nos três últimos anos como professor visitante do Departamento de Físico-Química da Universidade de Concepción (Chile). Engenheiro químico com doutorado pela UNICAMP (2000) na área de Catálise e Processos Catalíticos.

Como pesquisador, Marco Fraga desenvolve catalisadores multifuncionais e (nano)estruturados para a conversão de carboidratos derivados de biomassa lignocelulósica para produção de insumos verdes para a indústria química. Recebeu o Prêmio Inventor Petrobras em três edições distintas (2009, 2011 e 2013) e o Prêmio Inventor da Universidade Federal da Bahia em 2013. É autor de várias publicações científicas, destacando-se ainda o depósito nacional e internacional de 17 pedidos de privilégio de invenção (PI), com patente concedida nos EUA e na Europa.

Justin James Thornycroft – gerente da Elsevier na América Latina, é graduado em engenharia de sistemas pela Universidade de Cape Peninsula, na África do Sul. Com grande experiência no funcionamento das bases de dados, como Scopus, ScienceDirect, Compedex, é responsável pelo treinamento e suporte dos seus usuários em toda a América Latina. A palestra de Thorycroft estará voltada para um novo sistema que possibilita a geração de informações estratégicas para diferentes temas acadêmicos e industriais, destacando sua aplicação no âmbito da química verde.

 

Fim do conteúdo da página