Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Domingos Naveiro: uma vida dedicada à inovação
Início do conteúdo da página
Notícias

Domingos Naveiro: uma vida dedicada à inovação

Publicado: Segunda, 06 de Março de 2017, 09h25

Inovar foi uma marca do engenheiro Domingos Manfredi Naveiro, diretor do Instituto Nacional de Tecnologia (INT) no período de 2007 a 2015, que faleceu na noite de ontem (5/02), aos 60 anos.

Domingos Naveiro, na ocasião da sua posse para o segundo mandato, em julho de 2011. (Foto: Justo D'Avila/INT)

Inovar foi uma marca do engenheiro Domingos Manfredi Naveiro, tecnologista e diretor do Instituto Nacional de Tecnologia (INT) no período de 2007 a 2015, que faleceu na noite do dia 5 de março, aos 60 anos. Domingos também foi membro da Academia Nacional de Engenharia, do Conselho Deliberativo do CNPq, do Conselho Superior de Tecnologia da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Conselho Empresarial de Tecnologia da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), além de conselheiro na Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica (Abipti), Associação Estratégica dos Institutos Tecnológicos do Mercosul (ASITM), Rede de Tecnologia do Rio de Janeiro (Redetec), Instituto Brasileiro da Qualidade Nuclear (IBQN) e Centro de Tecnologia em Dutos (CTDut).

Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), em 1979, Domingos iniciou sua carreira na iniciativa privada, atuando por cinco anos na área de desenvolvimento de produtos de uma empresa multinacional. Em seguida, apaixonado pelo projeto de produtos, chegou a montar sua própria empresa no setor de móveis. Em 1987, ingressou como tecnologista no INT, na área de Desenho Industrial, que chefiou por 17 anos. Paralelamente realizou seu mestrado e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Também foi professor do Curso de Desenho Industrial da PUC/Rio a partir de 2004.

Ao ser designado para o cargo de diretor do INT, em 2007, Domingos Naveiro iniciou uma gestão bastante agregadora, reunindo em sua diretoria quatro dos concorrentes ao mesmo mandato. O Instituto implementou então um processo de gestão estratégica orientada para resultados, aproveitando a consolidação no País de um ambiente propício à Inovação. Novas políticas públicas, com marcos legais importantes como a Lei da Inovação e Lei do Bem, além de crescentes investimentos em pesquisa e desenvolvimento, abriram oportunidades para o INT, culminando com sua participação no projeto de implementação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). Reconduzido à direção do INT em 2011, Domingos, ampliou as ações do Instituto em direção aos seus focos estratégicos e garantiu o credenciamento como unidade de serviços da Organização Social Embrapii, na área de Tecnologia Química Industrial.

Em 2015, após deixar a direção, já lutando altivamente contra a doença (mieloma múltiplo), permaneceu assessorando o atual diretor do Instituto, Fernando Rizzo, até junho de 2016, quando se aposentou. Na ocasião, Domingos Naveiro escreveu uma carta de despedida aos colegas do INT, onde dava o tom do seu comprometimento com a Instituição:

"Ao fazer um balanço destes 29 anos, tenho a certeza que fiz a escolha certa em continuar no INT, pois tive condições de exercer o que eu gosto, tanto profissional como tecnicamente, de ampliar minha formação e de até almejar ocupar o cargo máximo da organização, conquistando dois mandatos consecutivos. Tudo isto, evidentemente trabalhando com pessoas queridas e competentes, que fizeram parte da minha trajetória (e sempre farão parte da minha vida), pois sozinho não se faz nada”.

> O INT realiza uma missa em homenagem ao seu ex-diretor, Domingos Naveiro, nesta terça-feira (14/03), às 12h15, na Igreja de Santa Rita (Largo de Santa Rita, s/nº – Centro – Rio de Janeiro, RJ).

Fim do conteúdo da página