Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > INT tem dois projetos aprovados pelo Edital Universal do CNPq
Início do conteúdo da página
Notícias

INT tem dois projetos aprovados pelo Edital Universal do CNPq

Publicado: Sexta, 06 de Janeiro de 2017, 16h26

Uma proposta de pesquisa para melhorar o uso de biomassa lignocelulósica por meio de enzimas mais eficientes e outra para ampliar o uso de um modelo para planejamento de engenharia sob encomenda, submetidas por tecnologistas do Instituto Nacional de Tecnologia (INT), foram selecionadas pelo Edital CNPq Universal 2016.

Coordenado pela tecnologista Ayla Santana da Silva, da Divisão de Catálise e Processos Químicos (DCAP), o projeto “Avaliação do processo de liquefação da biomassa lignocelulósica na hidrólise enzimática com alto conteúdo de sólidos” será desenvolvido no Laboratório de Biocatálise (Labic) do INT, em colaboração com o Laboratório Bioetanol (LB) da UFRJ. O trabalho estabelecerá o impacto de cada aspecto na etapa de liquefação da biomassa lignocelulósica. Essa determinação poderá trazer grande economia de energia para a Indústria, que é o resultado da rápida fluidificação da biomassa em escalas industriais.

Embora o processamento da biomassa via hidrólise enzimática seja um método amplamente aceito pela academia e já em uso pela indústria para despolimerização da biomassa lignocelulósica em açúcares, a tecnologia ainda tem muitos pontos a serem avaliados. Um importante desafio é elucidar os fenômenos que ocorrem na hidrólise enzimática com alto conteúdo de sólidos. Nessas condições, a conversão da celulose em glicose tem menor rendimento, pois a alta viscosidade dos materiais fibrosos dificulta o desempenho das enzimas. Por isso, preparações enzimáticas mais eficientes, capazes de promover a hidrólise parcial nas primeiras horas do processo, chamada de etapa de liquefação, podem tornar a mistura com os sólidos mais fluida, melhorando significativamente a transferência de massa.

Já o projeto “Avaliação de uma modelagem de otimização robusta para o planejamento tático da capacidade de produção em empresas com engenharia sob encomenda” é liderado pela tecnologista Andréa Nunes de Carvalho, da Divisão de Engenharia de Avaliações e de Produção (DEAP) do INT, e dá continuidade à investigação iniciada em sua tese de doutorado, que desenvolveu um modelo de otimização matemática capaz de auxiliar no planejamento da produção de uma indústria de bens de capital. Dessa vez, em aplicação em duas outras organizações de engenharia sob encomenda (também conhecidas pela sigla inglesa ETO, engineering-to-order), o estudo prático pretende verificar e ampliar o alcance do modelo.

O trabalho conta com a participação dos tecnologistas Manoel Saisse e Adriane Cavalieri, também da DEAP/INT, além de Luiz Felipe Scavarda (PUC-Rio) e Fabricio Oliveira (RMIT University, da Austrália). A literatura acadêmica apresenta uma lacuna de estudos práticos nesta área, envolvendo a aplicação de ferramentas de apoio à tomada de decisão em ambientes reais de produção ETO. O estudo deverá contribuir não apenas com novos insights sobre a modelagem e aplicação de otimização robusta em casos reais, mas também fornecer novas informações empíricas sobre o uso dessa tecnologia. Dentre as questões a serem elucidadas estão a representação da capacidade extra de processos com múltiplos estágios e a relação de precedência entre as atividades, bem como a representação das incertezas relativas aos tempos de processamento das atividades.

Fim do conteúdo da página