Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > INT participa de novo projeto Faperj para inclusão de alunos com deficiência
Início do conteúdo da página
Notícias

INT participa de novo projeto Faperj para inclusão de alunos com deficiência

Publicado: Sexta, 30 de Setembro de 2016, 12h50

O Instituto Nacional de Tecnologia (INT) integra mais um projeto aprovado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), na área de pesquisa de tecnologia assistiva. Trata-se do projeto "Inclusão de pessoas com deficiências: desenvolvimento e aplicação de tecnologias assistivas na escola e na vida", contemplado pelo Programa Apoio a Grupos Emergentes de Pesquisa no Estado do Rio de Janeiro (Edital Faperj nº 4/2016).

Coordenada pela professora Stella Maria Peixoto de Azevedo Pedrosa, da Universidade Estácio de Sá (Unesa), a equipe do projeto conta com os tecnologistas Júlio Cezar da Silva, da Divisão de Desenho Industrial (DvDI), e Saul Mizrahi, da Divisão de Engenharia de Avaliações e de Produção (DEAP), respectivamente coordenador e coordenador substituto do Núcleo de Tecnologia Assistiva do INT. Além deles, a equipe inclui as professoras Carolina Schirmer e Flávia Faissal, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); e Márcia Pletsch e Luis Fernando Orleans, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

O trabalho dará continuidade a projetos anteriores realizados com apoio da Faperj, nos períodos 2009-2010, 2012-2013 e 2014-2016, voltados à tecnologia assistiva para portadores de deficiências físicas ou intelectuais. Essas pesquisas vêm permitindo a criação de objetos pedagógicos para o ensino de crianças com deficiências e pretendem alavancar ações e práticas para o fortalecimento da Inclusão Escolar e Social. A ação parte da realidade da dificuldade de aprendizagem e inserção desses alunos, sendo que os equipamentos desenvolvidos facilitam esse processo. No novo projeto, o objetivo é aprofundar os estudos para incluir as pessoas com deficiência na escola e na vida, desenvolvendo novos recursos pedagógicos para o atendimento de necessidades educacionais de crianças com deficiências inseridas em escolas do Rio de Janeiro e promover sua disseminação a todos os interessados.

O projeto conta ainda com as pesquisadoras consultoras Helenice Maia (Unesa) – que participou da elaboração da proposta do projeto e de pesquisa anterior junto a UniRio, UFF e INT – e Valdelúcia Costa (UFF), que contribuiu na articulação com os professores mexicanos Guadalupe Acle Tomasini (Unam) e Raúl Vargas Segura (Redieem), estabelecendo uma cooperação latino-americana. O projeto aprovado recebeu também carta de anuência de diversas instituições e redes de ensino, onde o trabalho deverá ser desenvolvido. Entre os participantes estão o Colégio Pedro II, Associação Pestalozzi de Niterói, Museu Ciência e Vida / Fundação Cecierj, Escola Técnica Estadual de Transporte (ETET) Engenheiro Silva Freire e das redes de ensino dos municípios de Nova Iguaçu, Caxias, Queimados, Mesquita. É aguardada ainda a formalização da participação de outras instituições e secretarias de educação do estado do Rio de Janeiro.

Fim do conteúdo da página