Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > 3º WCI: Álvaro Prata destaca importância da Embrapii
Início do conteúdo da página
Notícias

3º WCI: Álvaro Prata destaca importância da Embrapii

Publicado: Quarta, 14 de Setembro de 2016, 18h59

2016 09 13 WCI INT Alvaro Prata foto Amanda Oliveira

Na abertura do 3º Workshop de Competências Internas do Instituto Nacional de Tecnologia (INT), no dia 13 de setembro, o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), Álvaro Prata, destacou o papel da Associação Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) como iniciativa estruturante fundamental ao incremento da Inovação no país.

"Para ciência e para a pesquisa, precisamos formar empreendedores. Eu penso que a Embrapii vai fazer uma diferença enorme por várias razões. Primeiro porque ela está credenciando instituições que tem vocação, vontade e qualificação para interagir com o setor industrial. São instituições boas, que tem foco, equipamento e tradição..."

O modelo da Embrapii, da qual o INT é uma das unidades credenciadas (em Tecnologia Química Industrial), tem várias vantagens para as empresas apontadas pelo secretário:

"O setor da indústria certamente vai contratar um trabalho muito bem feito, pois a seleção de unidades Embrapii é muito rigorosa, dando às empresas a segurança de que o trabalho vai ser bem feito e a possibilidade de gastar apenas um terço do investimento", resumiu Prata, referindo-se à divisão dos investimentos em projetos de inovação com até um terço de recursos financeiros pagos pela Embrapii, e outro terço, referente à infraestrutura de pesquisa, garantidos pela unidade credenciada de pesquisa.

O secretário também reforçou a necessidade de aumento dos recursos do Ministério de R$ 4 bilhões para R$ 20 bilhões, para reforçar o papel da pasta na transferência de tecnologia para as empresas.

O 3º WCI do INT

Realizado no auditório do INT, no Rio de Janeiro, o 3º WCI discutiu de 13 a 15 de setembro de 2016, aspectos ligados às competências de pesquisa do Instituto, tendo como tema central as boas práticas de gestão em inovação. Falaram ainda no primeiro dia do evento outros nomes de destaque no assunto, como a diretora executiva da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), Lindália Junqueira; o diretor presidente do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT), Fernando Landgraf; a coordenadora da Unidade Embrapii Coppe/UFRJ, Ângela Uller; a consultora internacional de políticas públicas de Saúde e acesso a medicamentos, Eloan dos Santos Pinheiro; o diretor de Inovação do Sistema Firjan, Bruno Souza Gomes; a presidente do Grupo de Jovens Empresários da Firjan, Poliana Botelho; e o diretor do INT, Fernando Rizzo.

Em seu segundo dia de atividades, o 3º WCI ainda contou com os palestrantes externos Gilda Massari, a diretora da consultoria SG Gestão Tecnológica e Ambiental, e o sócio-diretor da Inventta Consultoria, Eduardo Toma. Na sequência, iniciou-se a programação de apresentações de casos de sucesso, projetos da Unidade Embrapii INT e Indicadores de Competências Internas em Inovação, seguidos de debates.

O WCI reuniu ainda apresentações de pôsteres com 82 trabalhos de pesquisadores do INT, desenvolvidos por tecnologistas, analistas de C&T e bolsistas das diferentes áreas de competência do Instituto. No hall de entrada do Instituto, por sua vez, aconteceu a Mostra Tecnológica Abrahão Iachan. A exposição incluiu a projeção em vídeo de imagens de microscopia eletrônica obtidas no Centro de Caracterização em Nanotecnologia (Cenano) do INT e duas experiências interativas de realidade virtual trazidas, respectivamente, pelo desenvolvidas pelo Núcleo de Experimentação Tridimensional (NEXT) e pelo Instituto Tecgraf de Desenvolvimento de Software Técnico-Científico (Tecgraf), ambos da PUC-Rio.

 

Fim do conteúdo da página