Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Tecnologia e Inovação desde 1921

Fundado em 28 de dezembro de 1921, como Estação Experimental de Combustíveis e Minérios (EECM), ligada ao Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio, o INT surgiu com a função de investigar e divulgar os processos industriais de aproveitamento de combustíveis e minérios do País. Seu fundador e primeiro diretor foi Ernesto Lopes da Fonseca Costa.

Desde então, o INT é reconhecido pela criatividade, competência e pioneirismo com que atua em temas estratégicos para o desenvolvimento do País. Ainda na década de 1920, desenvolveu o automóvel a álcool; na década de 1930, deu início ao desenvolvimento de pesquisas em biocombustíveis com várias oleaginosas e provaria a existência de petróleo no Brasil.

Na década de 1940, criou o método de ensaio de resistência do concreto, reconhecido e adotado mundialmente como Brazilian Test, e desenvolveu processos que permitiram o uso da pasta de eucalipto na produção de papel. Na década de 1950, investiu nos estudos de biotecnologia e de preservação do meio ambiente e fez o primeiro estudo de corrosão sob tensão no Brasil. Na de 1960, implantou o primeiro Centro de Informação Tecnológica da América Latina; na de 1970, instalou uma usina para produzir álcool a partir de mandioca; na de 1980, coordenou o levantamento antropométrico da população brasileira; e na de 1990, desenvolveu programas de gestão de produção e voltou-se para ofertar suporte tecnológico às pequenas e médias empresas.

Nos últimos anos, o INT fortaleceu suas pesquisas em grandes temas como biodiesel, nanotecnologia, petróleo e gás, produtos para a saúde e energias renováveis e ampliou suas ações de transferência de tecnologia à sociedade, através do seu Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) e programas de extensão tecnológica.

 

  • 1921

    Criação da Estação Experimental de Combustíveis e Minérios (EECM), hoje Instituto Nacional de Tecnologia (INT)

  • 1925

    Pesquisa pioneira: carro a álcool da EECM percorre o trecho Rio/São Paulo

  • 1926

    Primeiros estudos de processo para utilização de Carvão Nacional em substituição ao importado

  • 1930

    Visita do Presidente Getúlio Vargas à sede do INT, na Praça Mauá

  • 1932

    Análises do INT confirmam a existência do petróleo, em Lobato, Bahia

  • 1932

    O INT utiliza óleos vegetais para substituir o óleo diesel - mamona, dendê, babaçu, amendoim e algodão

  • 1934

    Criação do INT. A Estação Experimental de Combustíveis e Minérios se transforma em INT

  • 1940

    Criação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a partir da divisão de indústrias de construção do INT

  • 1940

    Durante a Segunda Guerra Mundial, o instituto utiliza gasogênio como substituto da gasolina

  • 1947

    Criação do método de ensaio de resistência do concreto à tração, Brazilian Test

  • 1950

    Introdução da técnica de cromatografia no Brasil

  • 1950

    1º estudo de Corrosão sob tensão no Brasil, realizado pelo laboratório de Metalografia do INT

  • 1960

    Término da Divisão de Metrologia do INT, início do Instituto Nacional de Pesos e medidas (INPM), atual INMETRO

  • 1969

    Criação, no INT, do primeiro Centro de Informações Tecnológicas da América Latina

  • 1970

    Criação do Núcleo de Design em instituição federal, atual área de Desenho Industrial

  • 1970

    O INT participa da construção da usina de álcool de mandioca em Curvelo - Minas Gerais

  • 1975

    Programa Nacional do Álcool. Participação na criação do Proálcool

  • 1980

    O INMETRO acredita o laboratório de Ensaios Mecânicos do INT

  • 1981

    O laboratório de ergonomia no INT lidera pesquisa antropométrica da população brasileira

  • 1984

    Primeiros estudos no INT com mistura de combustíveis (álcool/diesel)

  • 1990

    Criação do Núcleo de Informática (Internet e Intranet)

  • 1990

    Criação do Curso de Especialização em Gestão da Produção

  • 1990

    Primeiros estudos no INT com mistura de combustíveis (álcool / diesel)

  • 1998

    A área de Desenho Industrial inaugura no país o serviço de prototipagem rápida

  • 1999

    Criação da Incubadora de empresas

  • 2000

    Ações voltadas para a popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação

  • 2000

    Participação e coordenação em redes (SIBRATEC)

  • 2000

    Liderança na área de avaliação de produtos na área de Saúde

  • 2000

    Criação do Comitê Gestor da Inovação

  • 2000

    Fortalecimento da atuação no desenvolvimento de tecnologias sociais

  • 2000

    Incentivo ao patenteamento de novas tecnologias, visando repasse ao setor produtivo

  • 2000

    Implantação da lei de inovação com ações tais como bolsas de inovação e pagamentos de royalties

  • 2000

    Novo modelo de gestão - Congresso Interno

  • 2000

    Inauguração do Laboratório de Ensaios de H2S, CO2 e Corrosividade

  • 2000

    Modelagem tridimensional e ergonomia

  • 2000

    Grupo de Catálise do INT é considerado um dos melhores do mundo

  • 2001

    Criação do primeiro Instituto Federal a se credenciar como Organismo Certificador de Produtos

  • 2001

    Criação do Centro de tecnologia do Nordeste (CETENE)

  • 2008

    Fábrica de argamassa - Santo Antônio de Pádua

  • 2009

    Pagamento de royalites a pesquisador no contra-cheque

  • 2010

    Criação do Centro de Caracterização em Nanotecnologia (Cenano)

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página