Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Diretor do INT integra simpósio na Bienal de Arte Digital

2018 02 05 bienal arte digital Amanda Oliveira 68 w

A Bienal de Arte Digital foi inaugurada nesta segunda-feira (5/02), no Oi Futuro Flamengo, com a participação do diretor do Instituto Nacional de Tecnologia (INT), Fernando Rizzo, no simpósio que integra o evento. Ele apresentou uma visão geral sobre o Instituto, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, revelando atividades que dialogam com a arte na perspectiva do tema central do evento: "linguagens híbridas". Imagens de microscopia eletrônica que revelam a estrutura da matéria, impressão 3D, uso de avatares em cenários virtuais, e novos materiais foram exemplos, que evidenciam a comunicação entre a pesquisa tecnológica e as novas propostas da arte digital. O diretor também mostrou a proposta de consolidar a região portuária do Rio de Janeiro – que já conta com o Museu do Amanhã, AquaRio e Museu de Arte do Rio – como uma âncora tecnológica e cultural da cidade, criando um Museu da Tecnologia, ligado ao INT.

A palestra aconteceu no mesmo bloco da apresentação do artista Ivan Henriques, carioca que atua como professor na Universidade Livre de Amsterdã e expõe na Bienal a obra "Caravela". Formada por robôs flutuantes movidos pela energia de bactérias que se alimentam de poluentes, a obra propõe o uso dessas biomáquinas como organismos autônomos para limpar as águas de rios e lagoas. Nesta apresentação no Brasil, a montagem da obra contou com o suporte do Laboratório de Biocorrosão e Biodegradação (LaBio) e do Laboratório de Corrosão (LaCor) do INT, que fizeram a cultura das bactérias eletrificadas, fixadas nas escovas giratórias que movem os robôs.

2018 02 05 bienal arte digital Amanda Oliveira 125 w

Também participou do debate o biólogo Guilherme Matos, professor do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ), que realizou entre 2011 e 2016 a parte experimental de seu doutorado no INT, coorientado pela pesquisadora do LaBio, Márcia Lutterbach.

*Para mais informações sobre a Bienal de Arte Digital visite a página: http://bienalartedigital.com/programacao-rio/.

Fim do conteúdo da página