Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Vila Olímpica da Mangueira terá apoio de Centro de Tecnologia

 

Vila Olímpica da Mangueira. (Foto: www.mangueiradofuturo.com.br)

No próximo dia 25 de outubro, na Vila Olímpica da Mangueira, será inaugurado o Centro de Tecnologia do Movimento (Cemov). Fruto de uma parceria entre o Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCTIC) e o Instituto Mangueira do Futuro, com apoio de projetos CNPq e Faperj para desenvolvimento de tecnologias para o Desporto e o Envelhecimento, o novo espaço será dedicado ao estudo dos movimentos corporais relacionados à prática dos esportes e também a outros aspectos, como estudos de envelhecimento, acessibilidade e teste de produtos esportivos.

"A tecnologia dará apoio ao aprimoramento dos resultados de atletas de alto rendimento, mas, sobretudo, será uma ferramenta para descobrir novos talentos, acompanhando os jovens desde o início de seu treinamento e ajudando na lapidação e melhoria constante dos seus movimentos no esporte" – destaca a tecnologista Carla Patrícia, da área de Desenho Industrial do INT, coordenadora do projeto. "O espaço também poderá prestar serviços para empresas no desenvolvimento de produtos, como calçados, roupas e implementos de treinamento" – complementa a pesquisadora.

A inauguração do espaço será marcada pelo Workshop Tecnologia e Inovação Cidadã, que acontecerá no dia 24 de outubro na sede do Instituto Nacional de Tecnologia, próximo à Praça Mauá, e no dia 25, na Vila Olímpica da Mangueira.

A abertura do seminário contará com a presença do presidente do Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, Francisco de Carvalho, e do diretor do INT, Fernando Rizzo. O encontro no INT prossegue com a mesa-redonda Tecnologia e Inovação para Cidadania,com representantes das secretarias estaduais de Esporte, Lazer e Juventude e de Cultura, da subsecretaria municipal de Esporte e Lazer, do Instituto Vital Brazil e da Faperj; e as mesas Envelhecimento e tecnologia assistiva: projetos e ações do INT e Tecnologia e Inovação no Esporte, com consultores das áreas de Medicina, Biomecânica e pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Universidade de São Paulo (USP).
Na Vila Olímpica da Mangueira, no dia seguinte, a abertura do seminário será feita pela coordenadora do Instituto Mangueira do Futuro, Bárbara Machado, que comanda a mesa Parcerias e inovação cidadã. O seminário prossegue com seções técnicas nos temas Biomecânica, EnvelhecimentoDesporto/Paradesporto, com consultores independentes e pesquisadores do INT, UFRJ, UERJ, UFF, IPCFEX, Unisuam e Exfex.

O Workshop Tecnologia e Inovação Cidadã conta com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Para participar do evento, solicite sua inscrição enviando e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Confira a programação preliminar: Workshop Tecnologia e Inovação Cidadã - Programa.

Tecnologias do novo centro

O Centro de Tecnologia do Movimento (Cemov) conta com um sistema interativo 3D desenvolvido pelo Laboratório de Ergonomia do Instituto Nacional de Tecnologia (INT) em parceria com o Laboratório de Ciência do Movimento da Faculdade de Educação Física da Universidade Mackenzie, utilizado para treinamento da equipe olímpica brasileira de esgrima nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. O sistema consiste numa plataforma digital 3D, instalada em tablets e celulares, que utiliza modelos digitais dos atletas. Esses modelos são criados a partir da captura dos movimentos dos atletas por um sistema óptico eletrônico, que inclui uma sequência de 18 câmeras e sensores de movimentos inerciais e rastreamento do olhar.

Com aplicativos adaptados a cada esporte, os professores e treinadores podem ter uma visão detalhada tridimensional, sob vários ângulos, de posturas e movimentos dos atletas. Isso torna os problemas posturais e de movimentos mais visíveis, permitindo ajustes no treinamento e disseminação das informações necessárias para melhoria da performance de cada um. O uso dos recursos tecnológicos no dia a dia do treinamento dos jovens atletas em formação na Vila Olímpica da Mangueira também permitirá acompanhar o seu desenvolvimento físico e técnico.

“O trabalho será iniciado com as equipes de basquete feminino e depois poderá ser expandido para outras modalidades coletivas”, explica a tecnologista Carla Guimarães, da área de Desenho Industrial do INT.

Fim do conteúdo da página